Data : 15/05/2017 Categoria : Conteúdo Estratégico, Redação Publicitária
conteúdo onlife sucesso na comunicação

A Redação Publicitária sofreu grandes mudanças de meia década para cá. Isso aconteceu simplesmente porque as pessoas mudaram. E, se o mercado é movido pelas pessoas, as formas de comunicação e estratégias de marketing – e, consequentemente, a redação publicitária – precisam acompanhar essas transformações.

Para entender o que mudou neste segmento, precisamos conhecer as principais transformações no comportamento dos seres humanos.

 

Informação em excesso

A democratização do acesso à informação permite que qualquer pessoa encontre o conhecimento necessário para alcançar um objetivo. Pode ser algo como entender o sintoma de um mal-estar (buscando no Google), capacitar-se para um novo ofício (assistindo vídeos no YouTube) ou resolver um problema de relacionamento, entre tantos outros.

De forma geral, a hiperconectividade permite que as pessoas conquistem versões melhores de si, em qualquer área da vida. E essa possibilidade é, no mínimo, viciante.

Que o digam os psicólogos e psiquiatras que diariamente diagnosticam números cada vez mais expressivos da Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA), provocada pela hiperconstrução de pensamentos, em uma velocidade tão alta que estressa e desgasta o cérebro, principalmente dos profissionais da comunicação, envolvidos com informação o tempo todo.

 

Transformação nas interações

A hiperconectividade também interfere nas interações humanas. O contato físico deixou de ser prioridade. Quase tudo funciona à distância e, muitas vezes, sem a necessidade de um interlocutor de carne e osso. Sim, passamos a conversar por e com máquinas. E isso satisfaz muitas de nossas necessidades, o suficiente para aceitarmos com poucas ressalvas esta forma de interação.
Além das interações humanas, o relacionamento entre marca e consumidor também teve modificações. A comunicação que antes era unilateral, ou tinha apenas um canal, hoje possui multi formas de interação, principalmente quando se trata de  atendimento ao cliente e conteúdo publicitário.

Confusão entre real e virtual

O mundo virtual acabou. Agora vivemos todos no mesmo lugar: humanos, máquinas e bits. Os dispositivos mobile e os gadgets foram criados com a pretensão de se tornarem extensões do nosso corpo. E foi isso o que aconteceu.

Podemos não enxergar aquilo que buscamos, mas avistamos o link capaz de nos levar a qualquer lugar.

Repare, por exemplo, em como as gerações que desconhecem a vida sem a tecnologia digital convivem com a mesma. Como podem as crianças que ainda não foram alfabetizadas conseguir acessar um smartphone bloqueado com senha e encontrar o vídeo de sua preferência no YouTube?

Experimente, então, pedir que um adolescente explique a você sobre o funcionamento de um aplicativo que ele nunca viu! Em poucos minutos ele vai entender como funciona. Porque essa é a sua natureza. Não há mais diferença entre online e offline. Somos todos OnLife.

 

A liberdade ganhou um novo status

Nunca tivemos tanta autonomia sobre a forma como nos expressamos. Mas se, por um lado, temos liberdade para dizer o que pensamos e mostrar o que der na telha, por outro, lidamos com os impactos que isso causa.

Um dos grandes desafios da sociedade OnLife é lidar com a dimensão que um despretensioso “pensamento em voz alta” pode alcançar. E ao mesmo tempo enfrentar um gigante que poderíamos chamar de “comentário sem fio”.
O antídoto para tais venenos letais não é nada tecnológico, e resulta da combinação de duas virtudes primordiais: responsabilidade e comunicação clara. Em outras palavras, a autonomia e a liberdade que o mundo OnLife nos proporciona precisam ser norteadas pelo mantra “Vigiai, comunicai e – é claro – orai”.

É nessa atmosfera “muito Black Mirror” que a Redação Publicitária OnLife performa, como o mecanismo utilizado pelas marcas para estabelecer conexões com quem já está mais do que conectado – com tudo e todos.

E para fazer a diferença nesse universo, os anúncios criativos candidatos a Lions já não são mais suficientes. Palavras como “mirabolante” ou “impactante”, que os atendimentos das agências de propaganda adoravam repetir para os clientes, foram substituídas por “empoderamento”, “engajamento”, “relevância” e “conversão”.

Se você trabalha com ações de comunicação, on ou off, não demore para começar a enxergar suas estratégias sob a ótica de um redator publicitário OnLife. Ao invés de vender, conte histórias. E no lugar de comunicar, desafie.

Quer saber mais sobre a Redação Publicitária OnLife? Cadastre-se para receber nossos posts no seu e-mail.


DEIXE SEU COMENTÁRIO


Receba nossos posts

box-site

frase_maratona_sp_imagem_site

bannersite_frase_socialbase

bannersite_frase__desbloqueio

banner_Ebook_Frase_TI_home3

Copyright © 2015 Frase Conteúdo Estratégico - Todos os direitos reservados.